Fronteira Camboja

Informação prática para viajar no Camboja

Nome oficial, localização e fuso horário

Nome oficial do país: Reino do Camboja
Capital: Phnom Penh
Região: Indochina, Ásia
Fronteiras: Tailândia, Laos, Vietname e o Golfo da Tailândia
Fuso horário: GMT +7

Visto para o Camboja

Tanto os cidadãos portugueses como os brasileiros necessitam de visto para entrar no Camboja. O visto pode ser obtido junto das Embaixadas e Consulados do Camboja, à entrada do país (Visa On Arrival) nos aeroportos internacionais de Phnom Penh e Siem Reap ou, em caso de entrada por via terrestre pela Tailândia, nas fronteiras de Poipet, Banteay, Meanchey e Cham Yeam (província de Koh Kong). Os viajantes que entrem por via terrestre pelo Vietname, em Bavet ou Ka-Om Samnor, deverão obter o seu visto previamente junto de uma Embaixada ou Consulado do Camboja. O visto poderá ser igualmente obtido previamente por via online em e-Visa Camboja. Os passaportes deverão ter um prazo de validade mínimo, à data de entrada no país, de 6 meses e deverão ser acompanhados por 1 fotografia tipo passe. Alguns links úteis:
e-Visa Camboja
Turismo do Camboja
Embaixada de Portugal na Tailândia
Embaixada do Brasil na Tailândia

Idiomas falados no Camboja

A língua oficial do Camboja é o Khmer e é falada pela maioria da população. É uma língua influenciada, a nível oral e escrito, pelo tailandês e pelo francês (devido ao período de ocupação francesa). No entanto, o francês e o inglês são línguas igualmente faladas por todo o país, sendo que a língua francesa é falada principalmente pelas gerações mais antigas.

Cuidados de saúde no Camboja

Todas as informações abaixo não dispensam uma visita à Consulta do Viajante com uma antecedência de aproximadamente 4 a 6 semanas. O seu médico será, em conjunto consigo, a melhor pessoa para o aconselhar.

Mapa do Camboja

Para além das vacinas de rotina, que deverão estar sempre em dia, poderão ser aconselhadas as seguintes vacinas para quem vai viajar no Camboja:

  • Hepatite A: uma doença transmissível através de água e comida contaminada.
  • Febre Tifóide: também transmissível através de água e comida contaminada.
  • Encefalite Japonesa: recomendada a quem planeia viajar por mais de 1 mês por zonas rurais do Camboja e a quem planeia viajar por menos tempo por essas mesmas zonas mas que venha a passar muito tempo no exterior, especialmente depois do anoitecer.
  • Raiva: principalmente recomendada a quem planeia passar muito tempo em actividades exteriores como acampar, trekking, escalada, etc, a quem possa vir a passar muito tempo com animais ou a quem possa estar envolvido em actividades que os possam vir a expôr a mordeduras de morcegos.
  • Febre Amarela: uma vacina não obrigatória para cidadãos portugueses, mas obrigatória para cidadãos brasileiros oriundos de determinadas áreas do Brasil.

A profilaxia da Malária é recomendada para todas as áreas excepto no complexo de templos de Angkor Wat, Phnom Penh e nas redondezas do Lago Tonle Sap. Recomenda-se o uso de Mefloquina, Malarone ou Doxycyclina. Atenção: a Mefloquina não é eficaz nas províncias de Preah Vihear, Siem Reap, Oddar, Meanchey, Banteay Meanchey, Battambang, Pailin, Koh Kong e Pursat, perto da fronteira com a Tailândia.

Para informações mais detalhadas consulte o Yellow Book do Camboja, do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças do Governo Americano, que é a enciclopédia que todos os médicos usam nas Consultas do Viajante.

É importante ter alguns outros cuidados especiais durante a viagem pelo Camboja, de forma a evitar eventuais complicações de saúde, como por exemplo: beber sempre água engarrafada, evitar gelo nas bebidas, comer fruta que tenha sido previamente descascada ou cozida, evitar carne e peixe crus ou mal cozinhados, etc.

Segurança no Camboja

O Camboja é um país relativamente seguro para viajantes, incluindo mulheres que viajam sozinhas, sendo sempre necessário que sejam tomadas as habituais precauções em viagem para evitar situações menos desejáveis. O crime violento é raro mas pode acontecer, tendo sido registado um aumento de roubos a turistas nos últimos anos, principalmente a nível de assaltos por esticão ou roubos de ocasião. Recomenda-se uma atenção especial nas zonas mais frequentadas por turistas ou expatriados como Siem Reap, a zona à beira rio de Phnom Penh e nas praias mais isoladas de Sihanoukville.

Dinheiro, cartões de crédito e onde cambiar

Dinheiro Camboja

A moeda oficial do Camboja é o Riel (KHR). 1 Euro equivale a 4,536 KHR e 1 Real equivale a 1,027 KHR. Ver câmbio actual
Código internacional: KHR
Símbolo: ៛

Os Dólares Americanos são tão usados como o Riel e até o Baht Tailandês é aceite na maior parte dos locais no Camboja. Grande parte dos hotéis assim como muitas lojas e restaurantes apresentam os seus preços em Dólares. No entanto, é necessário ter em atenção que parte do troco aquando do pagamento em Dólares poderá ser dado em Riel. As transacções do dia a dia são feitas através de Riel, e é útil ter sempre alguns na carteira para os moto-táxis, pequenos snacks e outras compras de valor reduzido.

É possível trocar dinheiro nos bancos, que se encontram em todas as capitais de província do Camboja, ou nas casas de câmbio que podem ser encontradas por todo o lado, especialmente junto às zonas de mercados. Atenção, no entanto, ao estado das notas: o mínimo rasgão poderá inviabilizar o seu uso futuro não sendo aceites por bancos, casas de câmbio ou pequenos negócios.

Habitualmente, os cartões de crédito apenas são aceites dentro das grandes cidades e locais turísticos como Phnom Penh, Siem Reap, Sihanoukville e casinos em Poipet e poderá ser cobrada uma taxa sobre o valor da compra. As gorjetas não são esperadas, mas são particularmente apreciadas tendo em conta o nível de pobreza da maior parte da população. Em todo o caso, alguns hotéis poderão cobrar uma taxa adicional de 10% sobre o valor final.

Alguns custos de referência:
* Garrafa de água pequena: 1,5 KHR
* Coca-cola pequena: 2,5 KHR
* Cerveja meio litro: 4 KHR
* Refeição barata: 10 KHR
* Táxi (tarifa inicial): 5 KHR

Tomadas e corrente eléctrica no Camboja

A corrente eléctrica no Camboja é de 230V 50Hz.
As tomadas eléctricas mais usadas são as de 2 pinos redondos, de 2 pinos achatados e de 3 pinos achatados, pelo que se recomenda que transporte sempre consigo um adaptador universal.

Tomadas Camboja Tomadas Camboja Tomadas Camboja

Telecomunicações e Internet no Camboja

O indicativo internacional do Camboja é o +855. Existem telefones públicos nas estações de correios e lojas de telecomunicações na maioria das cidades, no entanto é necessário um cartão para poder fazer chamadas. O valor das chamadas poderá ser um pouco elevado, pelo que é normalmente vantajoso recorrer às promoções oferecidas por lojas de internet, guesthouses e agências de viagens e que poderão ir até metade do valor habitual.

Existem várias operadoras de telemóves no Camboja como a Cellcard/MobiTel, Smart Mobile, Cube, MetFone e é provável que a sua operadora tenha cordo de roaming com uma delas. A mais usada e com maior cobertura é a Cellcard/MobiTel. Para estadias mais prolongadas e de forma a reduzir custos, gosto sempre que comprar um cartão SIM local nos aeroportos ou nos checkpoints junto às fronteiras.

É bastante fácil e barato aceder à Internet nos inúmeros cybercafés espalhados por Phnom Penh e Siem Reap. O Wi-Fi está disponível na grande maioria de hotéis, restaurantes, mini-mercados, cafés ou centros comerciais. Nas províncias o acesso à poderá ser mais limitado e um bocado mais caro.

Tours e actividades no Camboja

 
Planeie a sua viagem com estas ferramentas
Faça como eu! Estas são as ferramentas que utilizo no planeamento e preparação das minhas viagens. Ao utilizar os links abaixo, poderá ter alguns benefícios e, ao mesmo tempo, ajuda-me a manter o blog sem pagar nada mais por isso.
Pesquisar voos
Pesquise os seus voos num agregador como o Skyscanner ou o Momondo.
Alojamento
Reserve o seu hotel, hostel ou guesthouse no Booking ou no Airbnb.
Seguro de viagem
Não arrisque! Faça sempre um bom seguro de viagem com a World Nomads ou a Globelink.
Tours e bilhetes
Encontre um tour à sua medida e compre bilhetes para atracções no GetYourGuide ou no Viator.
Rent-a-car
Consiga os melhores preços de aluguer de carros na Rentalcars ou na Economy Car Rentals.
Cartões Bancários
Poupe nas taxas de levantamentos em viagem com os cartões Revolut ou N26.
WiFi e Internet Móvel
Tenha internet ilimitada em qualquer país do mundo com o Skyroam.

Siga-me no Instagram


,

4 Responses to Informação prática para viajar no Camboja

  1. Michelle Santos 06/06/2017 at 16:22 #

    Boa tarde.
    É necessário tratar do visto antes de chegar ao Cambodja?

    Não pode ser tratado à chegada do Aeroporto?

    Obrigdada

    • André Parente 13/06/2017 at 15:21 #

      Olá Michelle! Acho que tens a resposta a essa questão neste próprio artigo… :) Leste bem? :)
      Boa viagem!

  2. André Parente 02/09/2016 at 04:09 #

    Olá Ariana!

    Pois, não sei… pode haver pequenas diferenças. Não me fixaria o valor em si mas sim no que é mais prático para ti. Quanto à segurança, não acho perigoso viajar sozinha desde que se tenha os cuidados mínimos a habituais.

    Boa viagem!

  3. Ariana 01/09/2016 at 21:37 #

    teve blogs q informaram que ao entrar no Camboja por via terrestre vindo da Tailandia, paga uma taxa de 20 dolares. aqui nesse site vi que tirando o visto antes paga 37. tem alguma diferença mesmo, ou foi pq aumentou a taxa?
    Voce acha perigoso viajar sozinha? planejo viajar por 10 dias.
    Obrigada

Deixe o seu comentário