Guia e roteiro para visitar Amarante

Amarante é uma cidade lindíssima localizada nas margens do Rio Tâmega e a cerca de 60 km do Porto. Com um misto de história, religião, natureza, arte e gastronomia, é um destino que vale muito a pena visitar! Apesar de não se saber com exactidão a data e quem foram os seus fundadores, há vestígios que a sua origem vem dos povos primitivos que habitaram na Serra da Aboboreira desde a Idade da Pedra. Certo é que, tal com em muitos outros pontos de todo Portugal, os Romanos aqui estiveram e a povoaram.

Neste artigo, pretendo dar várias informações e dicas que ajudem a planear uma visita a esta bonita cidade e à sua região que, tal como me foi dito por vários Amarantinos, é um local encantado e excelente para viver. Aproveite bem!

Como chegar a Amarante

A forma mais fácil e prática de chegar a Amarante é de carro. Desde o Porto, demora cerca de 40 minutos sempre por auto-estrada. Esta é, também, a melhor forma (única?) para conseguir explorar bem os lugares e pontos de interesse à volta da cidade.

Alugar carro no Porto

 

Em alternativa, também se pode chegar a Amarante de autocarro (ônibus). Desde o Porto, a Rodonorte tem horários praticamente de hora a hora.

Onde dormir em Amarante

Uma vez que é possível visitar Amarante numa day trip a partir do Porto, muita gente se interroga se vale ou não a pena ficar lá dormir. Ora, sendo essa uma decisão muito pessoal, que dependerá dos interesses, gostos e até da forma de viajar de cada um, eu acho que, havendo tempo disponível, vale muito a pena!

Amarante, Portugal

Para além da oportunidade de explorar a cidade “fora de horas”, com um passeio relaxante onde poderá ver a ponte e a igreja de São Gonçalo iluminadas, Amarante e o Vale do Tâmega têm muito para ver e para fazer, pelo que facilmente se encontrará actividades, passeios e paisagens para explorar durante alguns dias de estada.

Hotel ou Hostel

A Casa da Calçada Relais & Châteaux, pelo seu charme e exclusividade, é uma opção sempre incontornável para dormir em Amarante e uma experiência por si só. Mas existem outras opções mais económicas na cidade, incluindo um hostel muito bem arranjado, o Des Arts Hostel and Suites, ou mesmo o prático e tradicional Hotel Navarras.

Turismo rural

Para quem procura aliar à visita da cidade algum descanso, tranquilidade e actividades de natureza em família ou casal, a Quinta da Pousadela é a opção certa!

Esta fantástica quinta de agroturismo está localizada a alguns minutos do centro de Amarante e inserida num meio rural e florestal onde impera o silêncio e a tranquilidade. É, como eles próprios anunciam, um espaço de “slow living”, onde se sente um ambiente muito íntimo e despretensioso.

Quinta da Pousadela

Agroturismo Amarante Turismo rural Amarante

As opções de alojamento são distintas, desde quartos a casas T1 ou T2 com cozinha tipo kitchenette. A piscina, rodeada de relva e com vistas desafogadas, convida a tardes de descanso a ler um livro ou, simplesmente, de um “dolce far niente” tão necessário nos dias de hoje.

Em termos de actividades, existem trilhos pedestres dentro da própria quinta, provas de vinhos e outras experiências e passeios que podem ser combinados com os donos. O restaurante Senhora Dona serve óptima comida caseira, principalmente assente num menu de carne maronesa.

Reservar Quinta da Pousadela

 

O que ver e visitar em Amarante

Amarante é uma cidade pequena, cujos pontos de interesse turístico estão bastante concentrados no seu centro histórico. Assim, a melhor coisa a fazer será estacionar o carro (de preferência à sombra se for um dia quente) e passear a pé. Toda a envolvente, abençoada pelo Rio Tâmega, é um misto de história e natureza.

Ponte de São Gonçalo

Ponte de São Gonçalo, Amarante

Se há um monumento que caracteriza e identifica a cidade de Amarante é a Ponte de São Gonçalo (e a igreja, praticamente adjacente, com o mesmo nome). Esta ponte sobre o Rio Tâmega está hoje classificada como Monumento Nacional e, apesar do seu nome derivar da construção ou reconstrução feita pelo beato Gonçalo de Amarante em meados do século XIII, há indícios que a sua história remonte à Idade da Pedra. Em 1809, durante a segunda invasão francesa, este local foi palco de uma longa e sangrenta batalha que, ao final de 14 heroicos dias, deu vitória às tropas portuguesas contra os soldados de Napoleão.

Igreja e Convento de São Gonçalo

Convento de São Gonçalo, Amarante

Impondo, definitivamente, o carácter religioso à cidade de Amarante, esta imponente igreja está implantada no local da ermida onde se acredita estar sepultado São Gonçalo, numa das extremidades da ponte. O espaço do convento estende-se por três claustros que se podem também visitar. Cá fora, uma enorme praça com algumas esplanadas convidam a ficar ali algum tempo a contemplar a fachada lateral da igreja e a observar as movimentações.

Outras duas igrejas também interessante de conhecer são a Igreja de São Domingos (também conhecida como Igreja do Nosso Senhor dos Aflitos) e a Igreja de São Pedro. Veja no mapa abaixo a sua localização.

Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso

Museu Amadeo de Souza-Cardoso, Amarante

O Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso está instalado numa parte do edifício do Convento de São Gonçalo e nasceu com o objectivo de reunir obras relativas à história da cidade e da região. Aqui, podem ser admiradas as obras não só do Amadeo de Souza-Cardozo mas, também, de outros pintores e artistas locais, como António Carneiro, Acácio Lino, Agustina Bessa Luís e outros. O espaço está muito bem organizado e mantido e existem exposições permanentes, temporárias e temáticas.

Parque Florestal

Parque Florestal, Amarante

O Parque Florestal de Amarante ocupa uma área de mais de 5 hectares junto ao Rio Tâmega. Originalmente plantado com o objectivo principal da florestação da Serra do Marão, hoje alberga diversas espécies vegetais e é o local ideal para correr ou fazer umas boas caminhadas e exercício em contacto com a natureza. Explore bem os recantos junto ao rio, pois vai encontrar vistas maravilhosas refrescadas pelo som da água a correr.

Parque Aquático

Parque Aquático, Amarante

Aberto entre Junho e Setembro, o Parque Aquático de Amarante costuma atrair a visita de famílias, especialmente com crianças, para passarem um dia de diversão na água. Diversas piscina, escorregas, tubogans, cascatas e outras brincadeiras fazem maravilhas pelos miúdos… e, desconfio eu, por alguns graúdos também!

Campo de Golfe

Golfe de Amarante

Confesso que não consigo acertar na bola mas, para os amantes deste desporto, o Golfe de Amarante oferece um campo de 18 desafiantes buracos, desenhado pelo arquitecto português Jorge Santana da Silva.

Onde comer em Amarante

Se há coisa que não se passa em Amarante é fome! De facto, esta é uma zona com grande tradição gastronómica, onde predominam os pratos de carne (vitela, cabrito, etc) e os petiscos.

No centro da cidade vai facilmente encontrar os clássicos Lusitana e Zé da Calçada que, sendo opções seguras, hoje em dia já vão vivendo um pouco a reboque da fama de outros tempos. Disseram-me bastante bem da Adega Regional Quelha e da Casa Ventura e os petiscos da Adega Kilowatt provei-os eu e recomendo! :)

Largo do Paço, Amarante

O Largo do Paço, que faz parte da Casa da Calçada, é um requintado restaurante premiado com 1 Estrela Michelin, onde se evidenciam os pratos de cozinha portuguesa tradicional e contemporânea. Se procura um momento especial ou se quer mimar-se um bocadinho, esta pode ser a escolha certa. Vá preparado com o cartão de crédito, pois os preços são, naturalmente, de acordo com a qualidade e o ambiente.

Tasca da Estação, Amarante

Num registo totalmente oposto, rume até Gatão, que fica a cerca de 5 km de Amarante, e aponte para a Tasca da Estação, mais conhecida entre os locais como “O Serafim” (nome do proprietário) e prove o que lhe for sugerido no dia, sem hesitar. As febras em vinhas d’alhos com batatinha frita estão sempre garantidas e, deixem que vos diga, assentaram que nem uma luva! :)

Doces conventuais de Amarante

Os famosos doces conventuais de Amarante, como os papos de anjo, os foguetes de Amarante ou as brisas do Tâmega, são uma parte importante da gastronomia da cidade e da região. Feitos, principalmente, à base de ovos moles, são a desgraça para quem, como uma pessoa que eu conheço, precisava perder alguns quilos mas não consegue resistir!

Doces conventuais de Amarante

Confeitaria da Ponte, Amarante

Um pouco por todo o centro vai encontrar algumas confeitarias que produzem e vendem este tipo de doçaria, mas talvez a mais conhecida seja, com todo o mérito, a Confeitaria da Ponte. Outra que me foi recomendada por um local é a Confeitaria Mário.

Rota do Românico

Rota do Românico, Amarante

A Rota do Românico é um percurso por estrada que passa por 58 monumentos (igrejas, mosteiros, pontes, torres, castelos) de estilo românico. A rota completa divide-se em três sub-rotas (Vale do Sousa, Vale do Douro e Vale do Tâmega) e muitos destes edifícios podem ser visitados a partir de Amarante ou no caminho de ida ou regresso da cidade. O trajecto está devidamente sinalizado mas note-se que grande parte dos monumentos está normalmente fechado, pelo que só se podem ver por fora, a não ser que se faça uma marcação prévia pelo site ou que se apanhe as horas das missas.

Arredores de Amarante

É certo que as principais atracções turísticas de Amarante se concentram, essencialmente, no seu centro histórico e que, para quem viaja rápido, são possíveis de visitar num único dia.

Mas, como disse em cima, há muitos lugares e actividades interessantes à volta da cidade de Amarante. Basta pegar no carro e ir descobri-las! Desde as piscinas naturais do Rio Ôlo (o mesmo rio que passa nas famosas Fisgas do Ermelo), as aldeias de Carvalho de Rei e Lugar da Rua, a Serra do Marão e até mesmo o Vale do Douro ali tão perto… não vai faltar que fazer aos mais aventureiros e exploradores.

 
Planeie a sua viagem com estas ferramentas
Faça como eu! Estas são as ferramentas que utilizo no planeamento e preparação das minhas viagens. Ao utilizar os links abaixo, poderá ter alguns benefícios e, ao mesmo tempo, ajuda-me a manter o blog sem pagar nada mais por isso.
Pesquisar voos
Pesquise os seus voos num agregador como o Skyscanner ou Momondo.
Alojamento
Reserve o seu hotel, hostel ou guesthouse no Booking ou Airbnb.
Seguro de viagem
Faça sempre um bom seguro de viagem com a World Nomads ou Globelink.
Tours e bilhetes
Encontre tours à medida e compre bilhetes para atracções no GetYourGuide ou Viator.
Rent-a-car
Consiga os melhores preços de aluguer de carros na Rentalcars ou Economy Car Rentals.
Cartões Bancários
Poupe nas taxas de levantamentos em viagem com os cartões Revolut ou N26.
WiFi e Internet Móvel
Tenha internet ilimitada em qualquer país do mundo com o Skyroam.
 

Mais dicas de viagem sobre Portugal

1 comentário em “Guia e roteiro para visitar Amarante

  1. AMARANTE MÉ UMA CIDADE LINDA E HISTÓRICA , POR ESSES ASPECTOS IREI VISIT´-LA. SOU FILOSOFO E HISTORIADOR ADORO TAMBÉM IREI AO PORTO. JA CONHEÇO LISBOA , FATIMA ´.

Deixe um comentário