Destinos, roteiros e itinerários em Marrocos

Roteiro para uma viagem a Marrocos

Marrocos é um país extenso e com uma grande diversidade geográfica, desde as grandes cidades imperiais, montanhas, deserto e uma grande costa atlântica cheia de boas praias. Uma viagem de uma semana pode ser suficiente para ter um cheirinho do país mas, idealmente, duas semanas ou mais será muito mais proveitoso.

Asilah

Asilah, Marrocos

Asilah é uma pequena cidade a sul de Tanger quem tem uma medina (zona histórica) muito bonita. Para quem quer ir fazer uma visita rápida a Marrocos, desde Portugal ou Espanha, vale muito mais a pena fazer mais estes quilómetros extra do que ficar apenas por Tanger. Ver hotéis em Asilah

Agadir

Agadir, Marrocos

Agadir é o Algarve ou a Benidorm de Marrocos! Tornou-se uma cidade completamente descaracterizada, cheio de turistas “ingleses” a fazer a típica semana de férias estilo resort. Não vale a pena visitar. Aliás, é de evitar a todo o custo a não ser que o objectivo seja precisamente esse tipo de viagem. Ver hotéis em Agadir

Casablanca

Casablanca, Marrocos

Confesso que não conheço Casablanca mas, a maioria das pessoas com quem falo e pelo que leio em outros sites e fóruns, é a cidade mais cosmopolita de Marrocos mas, para além da grande mesquita Hassan II, não tem muito interesse turístico. É preferível visitar Rabat. Os marroquinos modernos referem-se muitas vezes a Casablanca como simplesmente “Casa”. Ver hotéis em Casablanca

Chefchaouen

Chefchaouen, Marrocos

Chefchaouen é um ponto de paragem quase obrigatória para quem vem do Norte. É uma pequena cidade lindíssima, da casas azuis e ruas estreitas, onde se consegue facilmente disparar 100 fotografias num só dia. Vale a pena ficar a dormir dentro da medina, numa guesthouse ou pequeno hotel com a Casa La Palma. Um ou duas noites será suficiente, a não ser que se queira explorar as montanhas do Rif e as plantações de cannabis à volta! Há bons restaurantes à volta da praça principal e algumas, mas caras, compras. Ver hotéis em Chefchaouen

El Jadida

El Jadida, Marrocos

Conheço El Jadida, a cidade portuguesa de Mazagão, praticamente apenas de passagem mas confirmo as descrições e recomendações que me tinham sido feitas. A grande fortaleza edificada pelos portugueses, e actualmente Património Mundial de UNESCO, é imponente e vale bem a pena visitar mas, para fazer praia, Oualidia, que fica um bocadinho mais a Sul, é muito melhor e mais bonito. Ver hotéis em El Jadida

Essaouira

Essaouira, Marrocos

Essaouira é uma simpática cidade costeira de pescadores, mas também muito turística. A sua medina, também construída pelos portugueses (cidade de Mogador), é bastante viva mas mais tranquila que a de Fés ou Marrakech, pelo que se pode andar um bocado mais à vontade. Há muita malta praticante de desportos de mar e vento (surf, windsurf, kite – Essaouira é “cidade gémea” de Tarifa) mas a praia, em si, não é grande coisa para banhos de sol. Um bocadinho a sul, Cap Sim e Sidi Kaouki são duas praias mais bonitas e que valem muito mais a pena. Há muitos alojamento dentro da medina – recomendo, por exemplo, o Les Matins Bleus – mas também não se fica mal na avenida marginal, no Hotel Miramar ou outro. Ver hotéis em Essaouira

Fés

Fes, Marrocos

A mais antiga das cidades imperiais e dona da primeira universidade do mundo, Fés é o centro nevrálgico de Marrocos. A sua medina (cidade velha) é a maior cidade medieval Islâmica do mundo ainda “viva” e nada nos prepara para o que vamos encontrar deambulando e perdendo-nos naquelas ruelas e becos estreitos. Vale e pena ficar a dormir dentro da medina e jantar num dos restaurantes perto da porta Bab Bou Jeloud. Lojas, lojinhas e mais lojecas para fazer compras! Ver hotéis e riads em Fés

Imsouane

Imsouane, Marrocos

Imsouane é um pequeno vilarejo piscatório procurado essencialmente por surfistas.  Além das poucas opções de alojamento, não nada de especialmente interessante em termos de turismo e, provavelmente, só vai agradar a quem procura este tipo de destino isolado e vocacionado para uma actividade, neste caso o surf. Mas, dentro do género, está-se muito bem para passar uns dias sossegados e sol e praia e o surf costuma ser bom! Mas shhiiuu, não espalhem… Ver alojamentos em Imsouane

Marrakech

Marrakech, Marrocos

Marrakech é uma cidade que praticamente não precisa de apresentação. É, provavelmente, o maior destino turístico de Marrocos e, na minha opinião, imperdível. A parir da praça Djemaa el-Fna e para dentro das ruas de medina há imensos monumentos para visitar, lojas para negociar, cafés para relaxar, etc. Ficar alojado numa das centenas de riads localizadas dentro de medina faz parte obrigatória da experiência, mas a parte nova da cidade (ville nouvelle), como o bairro de Gueliz por exemplo, também pode ser uma opção e tem também vários pontos de interesse. Se tivesse que optar entre ir a Fés ou Marrakech, escolheria sem dúvidas Marrakech. Ver hotéis e riads em Marrakech

Merzouga e Dunas de Erg Chebi

Merzouga Erg Chebi, Marrocos

Merzouga é a mais conhecida aldeia do deserto “encostada” às dunas de Erg Chebbi e, apesar da sensação de imensidão e isolamento, um destino bastante turístico e fácil de chegar. É a alternativa mais óbvia e mais prática para passar umas noites neste ambiente. Recomendo pelo menos duas noites: uma no Auberge du Sud para aproveitar o espaço, o silêncio, a piscina e o descanso e outra numa tenda no deserto que eles próprios também têm e organizam. A cidade em si não tem quase nada além dos muitos hotéis e albergues, mas há coisas para fazer, como passeios de 4×4, visitas a aldeias Berbere vizinhas, etc. Para quem vai de carro próprio, a viagem por estrada desde Fés é fantástica. Ver alojamentos e tendas no deserto em Merzouga

Oualidia

Oualidia, Marrocos

Oualidia é um destino muito procurado pelos locais de Casablanca, onde os mais abastados têm as suas casas de férias. Tem uma lagoa linda e pode ser um bom sítio para passar uns dias sossegados a descansar, ler, tomar banhos de sol e mar e pouco mais. É também um bom destino de surf. Ver hotéis em Oualidia

Ouarzazate

Ouarzazate, Marrocos

Ouarzazate costuma ser mais uma cidade de passagem a caminho/regresso do deserto do que propriamente um destino em si mas, ainda assim, pode ser interessante para ficar uma ou duas noites explorando alguns lugares na cidade e à sua volta, como o Kasbah de Taourirt (bairro antigo), os estúdios de cinema, o Ksar Ait Benhaddou (Património Mundial da UNESCO), os oásis Fint e de Skoura e as aldeias de Toundoute, Anzal e Tazenakht. Para ficar a dormir, nada melhor que a Dar Rita, dos meus amigos João e Rita Leitão, que são também as pessoas indicadas para organizar alguns tours, se necessário. Ver hotéis em Ouarzazate

Rabat

Rabat, Marrocos

Rabat é a capital administrativa e politica de Marrocos e, comparativamente a outros, um destino não muito procurado por turistas. No entanto, é uma cidade muito agradável de visitar, bem organizada e com alguns excelentes monumentos. Dizem que é dos melhores sítios para fazer compras porque os vendedores não pedem à cabeça um preço exorbitante como em Marrakech ou Fés e também não gostam tanto da tradicional negociação. Tive oportunidade de comprovar isso. Ver hotéis em Rabat

Taghazout

Taghazout, Marrocos

Taghazout é um vilarejo de pescadores e de surfistas a norte de Agadir que, entretanto, cresceu um bocado demais do que era desejado. É palco de uma das melhores ondas de Marrocos (Ancre Point) e já está cheio de escolas de surf e surfcamps. Ainda assim, as ondas estão lá quando é altura delas e é um destino incontornável para quem vai pelo surf. Fora isso, tem excelentes praias, muito melhores que Agadir e, como é tão perto, é uma excelente alternativa de passeio para quem está preso nesse antro de turismo de massas! Ver hotéis e surfcamps em Taghazout

Tanger

Tanger, Marrocos

Tanger é, tipicamente, a porta de entrada e saída do país para quem vem de carro desde Portugal e Espanha. É uma cidade cosmopolita, talvez a cidade mais Europeia de Marrocos mas não tem muito interesse do ponto de vista turístico. O ideal é passar depressa, de preferência com as portas e janelas bem trancadas, e aproveitar melhor o tempo mais para sul! As excursões de 2/3 dias que se vendem desde o Algarve e sul de Espanha também deverão ser uma decepção e dar uma ideia errada do resto do país. Mais vale gastar o dinheiro noutra coisa. Ver hotéis em Tanger

Vale de Dadés e Gargantas de Toudra

Toudra, Marrocos

O Vale de Dadés e as Gargantas de Toudra são duas atracções naturais que valem a pena ver e visitar em Marrocos, especialmente se ficarem no caminho (a ir ou vir de Merzouga, por exemplo), mas não sei se valem o esforço de uma viagem de ida e volta no mesmo dia desde Marrakech. Os vales são lindos, com estradas e cidades a ladear oásis de palmeiras, e as gargantas um local imponente e relaxante, com o rio e cursos de água em que se pode tomar uma banhoca!

   
Planeie a sua viagem com estas ferramentas
Faça como eu! Estas são as ferramentas que utilizo no planeamento e preparação das minhas viagens. Ao utilizar os links abaixo, poderá ter alguns benefícios e, ao mesmo tempo, ajuda-me a manter o blog sem pagar nada mais por isso.
Pesquisar voos
Pesquise os seus voos num agregador como o Skyscanner ou o Momondo.
Alojamento
Reserve o seu hotel, hostel ou guesthouse no Booking ou no Airbnb.
Seguro de viagem
Não arrisque! Faça sempre um bom seguro de viagem com a World Nomads ou a Globelink.
Tours e bilhetes
Encontre um tour à sua medida e compre bilhetes para atracções no GetYourGuide ou no Viator.
Rent-a-car
Consiga os melhores preços de aluguer de carros na Rentalcars ou na Economy Car Rentals.
Cartões Bancários
Poupe nas taxas de levantamentos em viagem com os cartões Revolut ou N26.
WiFi e Internet Móvel
Tenha internet ilimitada em qualquer país do mundo com o Skyroam.
 

Mais dicas de viagem sobre Marrocos

28 comentários em “Destinos, roteiros e itinerários em Marrocos

  1. Olá André, meu marido e eu estamos indo pro Marrocos em setembro próximo. Já fizemos o nosso roteiro e vamos por nossa conta com um 4×4. De Fés vamos para Merzouga e gostaria de saber mais sobre esse trecho q você disse ser maravilhoso. Qual o caminho você indica? Onde comer? Devemos fazer em um único dia ou seria melhor uma noite no meio do caminho? Existe algum bom albergue ou hotel nesse caminho? Desde já obrigada.
    Giovana

    • Olá Giovana! Bem…. o caminho é o que está no mapa. Penso que há na verdade, mas é o principal. Eu penso que num único dia faz-se bem… um dia longo mas faz-se, mas isso depende muito de cada um. Sim, há sitios para dormir e comer, a estrada não é pelo meio do deserto e vao passar por aldeias, etc. Bon voyage!

  2. André, gostamos de viajar de forma independente (casal e 2 filhos maiores). È possível dormir no deserto estando por minha conta? Quanto tempo ficar? 10 dias seriam suficientes para visitar Marraquexe, Fez, Meknes,Merzouga e Dunas de Erg Chebi, Vale de Dadés e Gargantas de Toudra? Estes últimos lugares são de fácil acesso? É preciso alugar um 4×4 ou carro comum ? Pode me dar uma idéia de como distribuir os dias? Estou pensando em vir de Madri a Marraquexe e voltar por Fez, Rabat ou Tanger? O que vc acha? Já esquiou perto de Marraquexe? Vale a pena?Obrigado

    • Bem, tantas perguntas! :) Vou tentar responder:
      – É possível dormir no deserto estando de forma independente. É fácil. Em Merzouga há vários hotéis que têm essa opção.
      – Quanto tempo ficar depende muito de cada um, por isso não opino.
      – Sim. 10 dias podem ser suficientes para fazer esse roteiro.
      – Todos esses destinos são de fácili acesso e não precisa 4×4, apenas carro normal.
      – Nunca esquiei em Marrocos.

      Boa viagem! :)

      • Muito obrigado pela ajuda. Mais uma pergunta. Indo em janeiro as estradas do roteiro de Fez a Marraquexe são fáceis de dirigir ou tem problemas nas partes altas com neve?

  3. Olá André :)
    Adorei este post sobre Marrocos, e deixou-me com mais agua no bico e em Maio eu e o meu namorado vamos lá!!! Queríamos fazer uma viagem livre, mas já li varias vezes a sugestão de grupos/guias…. O quê que aconselha?? :)

    • Isso já depende dos gostos de cada um! :) Eu gosto de viajar de forma independente e este site é precisamente sobre isso! Boa viagem1

Deixe um comentário