Comida e alimentação na Argentina

A Argentina é um paraíso gastronómico para os amantes da carne, mas para os vegetarianos pode ser um autêntico pesadelo. A comida típica da Argentina é a Parrilla e o Assado, normalmente acompanhada com “papas fritas” (batatas fritas) e salada. Arroz e massa são muito difíceis de encontrar nos restaurantes. No entanto, face à forte emigração italiana, a pizza é também um orgulho nacional e os argentinos consideram a sua pizza melhor do que a italiana ou norte-americana! Comer peixe na Argentina é bastante invulgar e, salvo nos melhores restaurantes, é difícil encontrá-lo nos menus.

A variedade de carne que encontrará à venda nos supermercados e mercados locais é uma tentação para fazer autênticos petiscos argentinos. As carnes mais afamadas são os bifes de chorizo e bife de lomo, as melhores partes da carne bovina argentina. As tiras de assado, as morcelas, os chouriços e os bifes fazem parte de qualquer ementa. Um dos segredos melhor guardados da gastronomia argentina é os Ollos de Bife, outra das partes nobres do bovino que não circula no mercado internacional.

A carne na Argentina é mais barata do que em Portugal, mesmo nos restaurantes, mas face à forte inflação não espere grandes “negócios” nas visitas aos restaurantes. Os melhores locais para comer comida típica são em Buenos Aires e no centro e norte do país. Na Patagónia e Terra do Fogo, os restaurantes são mais caros.

Ao pequeno-almoço, os argentinos comem frequentemente medallunas, pequenos croissants doces, normalmente acompanhados por Dulce de Leche (uma delícia imperdível em qualquer viagem à Argentina mas uma bomba calórica) ou compotas de fruta. Se vai realizar exercício físico durante o dia não resista ao Dulce de Leche! Muito populares são também os gelados de Dulce de Leche.

Para comer nas ruas é bastante popular o choripan, sandes de chouriço grelhado, e as deliciosas empanadas. Espere pagar cerca de 15Ar (2,5€) por um choripan e cerca de 2 a 3Ar por cada empanada. As empanadas mais populares são as de jamon e queijo, frango, verduras e carne.

Nas áreas mais turísticas é fácil encontrar várias opções de cozinha internacional, mas essencialmente europeia. A comida asiática está pouco difundida e resume-se praticamente à capital.

Carla Mota

Carla Mota

A Carla é geógrafa e adora viajar. No âmbito de uma investigação viveu durante 8 meses na Argentina. É co-autora do blogue Viajar entre Viagens.

 
Planeia a tua viagem com estas ferramentas
Faz como eu! Estas são as principais ferramentas que utilizo na preparação das minhas viagens. Ao utilizares os links abaixo, poderás ter alguns descontos e vantagens e eu posso ganhar uma pequena comissão. Desta forma, ajudas-me a manter o blog sem pagares nada mais por isso.
Voos
Encontra os melhores voos no Skyscanner ou no Kiwi.com
Alojamento
Reserva o teu hotel, hostel ou guesthouse no Booking ou no Airbnb
Seguro de viagem
Faz sempre um bom seguro de viagem com a IATI ou a World Nomads
Tours e bilhetes
Marca tours e compra bilhetes para atracções através do GetYourGuide ou do Civitatis
Rent-a-car
Consegue os melhores preços no aluguer de carros com a Rentalcars.com ou a Rentcars
Cartões Bancários
Poupe nas taxas de levantamento com os cartões Revolut, Curve, N26 ou TransferWise
 

Mais dicas de viagem sobre Argentina


Precisas de ajuda para planear a tua próxima viagem?

Workshop Smart Travel

3 comentários em “Comida e alimentação na Argentina”

  1. Nossa, que comida horrivel de lá, achei bem ruim, comida sem gosto! Argentinos não sabe temperar comida!! A comida de lá só serve para os Argentinos mesmo, muito bosta a comida de lá

    Responder
  2. Que comida horrivel, fria e sem tempeiro, comi um bife de chorizo na Recoleta, não achei nada demais, passado um tempo retornei ao pais, e pedi uma Parrilla, super sem graça, Papas fritas encharcadas de gordura.
    No dia seguinre resolvi mudar e comer um polvo a Vinagrete, ou melhor com gosto de Maresia e deve ter sido cozido na panela cheia de Vinagre, um horror o Argentino não sabe o que é comer bem, uo seja, comida boa e saborosa, tbm Cordon Bleu não é lá, esqueci que a Argentina não exporta chefe de cozinha para lugar nenhum.

    Responder

Deixe um comentário