Destinos, roteiros e o que visitar na Bolívia

Bolívia, o país mais indígena da América

A Bolívia é um país geograficamente diversificado localizado no coração da América do Sul. Está rodeado pelo Chile, Argentina, Paraguai, Brasil e Peru, com quem partilha o controle do Lago Titicaca, o lago navegável mais alto do mundo (3.805 m de altitude). Por vezes referido como o “Tibete das Américas”, é um dos países mais remotos do hemisfério ocidental e o mais indígena de toda a América, com cerca de 60% da sua população sendo de pura descendência nativa.

La Paz

La Paz, Bolivia

Se chegar à Bolívia de avião, provavelmente o seu destino será La Paz, que tem um dos aeroportos mais altos mundo (cerca de 4.000 metros). A cidade está situada num vale rodeado por montanhas, o que contribui para um cenário muito pitoresco. Pode-se encontrar de tudo em La Paz, incluindo agências de turismo que oferecem diversas actividades por todo o país, embora possa ser melhor reservar algumas actividades online ou mais próximas de cada local. Apesar da cozinha na Bolívia poder deixar um pouco a desejar, a comida em La Paz é um ponto forte. Existem vários mercados para comer na rua sem gastar muito dinheiro, mas também uma infinidade de restaurantes étnicos de óptima qualidade. A vida nocturna é bastante animada!

Pesquisar voos para La Paz

 

Estrada da Morte (Camino a los Yungas)

Estrada da Morte, Bolivia

Pode parecer estúpido e imprudente andar por um caminho chamado “Estrada da Morte”, mas todos os dias dezenas de turistas continuam a fazê-lo. Localizada a cerca de uma hora de La Paz, as agências largam os viajantes no topo de uma montanha para uma descida de bicicleta alucinante, com cerca de 80 quilómetros por uma estrada estreita e sinuosa, poeirenta (lamacenta quando chove), com curvas apertadas e ponto cego atrás de ponto cego. Uma nova estrada foi construída nos últimos anos, pelo que o tráfego de carros agora é mínimo, mas ainda se pode encontrar alguns. As vistas são espectaculares e, se gosta de actividades cheias de adrenalina, isto é para si! Provavelmente, é uma boa ideia investir numa agência de confiança para experimentar esta aventura e certificar-se que o seu seguro de viagem cobre este tipo de actividades.

Tours na Estrada da Morte

 

Coroico

Coroico, Bolivia

Pendurada nas encostas da verdejante Cordilheira Real, nas estradas íngremes e sinuosas de Los Yungas, Coroico ergue-se como uma flor de terracota e pedra, acima das sombras verde-escuras das florestas nubladas e da selva que a cercam. Indiscutivelmente bonita e com uma reputação de “lay-back living”, a cidade atrai muitos viajantes com as suas magníficas vistas dos Andes: vales de fazendas de café ondulantes e bosques de limão, desfiladeiros esculpidos pelo rio e até mesmo montanhas cobertas de neve no horizonte. Sestas, caminhadas descontraídas pela floresta, observação de aves e beber café são as principais atracções e actividades durante a maior parte do ano.

Alojamento em Coroico

 

Copacabana

Copacabana, Bolivia

Para os visitantes que chegam à Bolívia desde o Peru, Copacabana será o lugar mais provável para começar o percurso por este incrível país. Uma pequena cidade localizada nas margens do Lago Titicaca, Copacabana é um lugarzinho maravilhoso, óptimo para relaxar. A praia é semi-rochosa e a água bastante fria, mas as montanhas verdes ou cobertas de branco proporcionam vistas extraordinárias. Um passeio de barco para uma das ilhas no meio do lago é um dos tours mais populares a partir de Copacabana, sendo a Isla del Sol a mais famosa. A cidade em si não oferece muito entretenimento, mas isso não tem importância porque no lago que tudo se passa!

Tiwanaku

Tiwanaku, Bolivia

Situado nas planícies secas e empoeiradas entre a Cordilheira dos Andes e o Oceano Pacífico, o núcleo arqueológico de Tiwanaku, classificado como Património Mundial pela UNESCO, é paragem obrigatória para qualquer viajante cultural e historicamente interessado que esteja a atravessar a Bolívia. Aclamada como uma das mais fascinantes ruínas pré-colombianas de toda a América do Sul, esta colecção de monólitos e complexos de templos subterrâneos conta os segredos de uma civilização praticamente desconhecida. Foram descobertos pela primeira vez por volta de 1500, pelo conquistador errante Pedro Cieza de Leon, e acredita-se que representam o último vestígio remanescente do epicentro do poderoso Império Tiwanaku, um domínio que outrora se estendeu da Bolívia até ao Chile e ao Peru.

Sucre

Sucre, Bolivia

Sucre é a capital oficial da Bolívia e, com sua bela arquitectura colonial, pode facilmente chegar ao topo das capitais mais impressionantes do mundo. Por vezes, também é chamada de “cidade branca” e a razão desta designação fica esclarecida no momento em que se pisa as suas ruas. A sua deliciosa variedade de igrejas brancas, edifícios governamentais, parques e mosteiros acaba muitas vezes por seduzir os visitantes a ficar mais tempo do que o planeado originalmente. Sucre oferece um clima solarengo confortável durante todo o ano e é o melhor lugar para aprender espanhol na América do Sul, com inúmeras escolas de boa qualidade e preços baixos.

Alojamento em Sucre

 

Potosí

Potosi, Bolivia

Toda a história de Potosí está ligada à extracção de prata. Durante os anos da expansão, tornou-se a maior e mais rica cidade das Américas mas, quando a prata acabou, a cidade entrou em declínio e os seus habitantes ficaram na pobreza. As minas de Cerro Rico ainda se mantêm em funcionamento, embora a mineração tenha passado da prata para outros metais, continuando a ser uma boa motivação para muitos ganharem a vida. As excursões às minas são fisicamente muito exigentes, devido à falta de ar e percursos estreitos. Por isso, certifique-se de que está bem aclimatizado à altitude e mantenha sempre algumas folhas de coca no bolso. A cidade está classificada como Património Mundial da UNESCO.

Salar de Uyuni

Salar de Uyuni, Bolivia

Um dos destinos mais extraordinários, não só da Bolívia e da América do Sul mas de todo o mundo, é o Salar de Uyuni. Na verdade, os desertos de sal são o destaque do percurso, mas preenchem apenas um dos três ou quatro dias do tour. Animais selvagens, montanhas multicoloridas, formações rochosas estranhas e únicas, lagoas de cores vivas, géiseres e vulcões serão a chata rotina dos outros dias de viagem. As paisagens estão entre as mais incríveis e surreais de todo o mundo! A maioria das excursões tem origem na cidade de Uyuni e visitam o salar logo no primeiro dia, para depois seguirem para o resto do percurso até Tupiza. Se se fizer o inverso, começando na cidade de Tupiza e terminando em Uyuni, o salar fica para o último dia. Para ver o “efeito espelho” deve-se fazer esta viagem na época húmida, entre Dezembro e Março.

 
Planeie a sua viagem com estas ferramentas
Faça como eu! Estas são as ferramentas que utilizo no planeamento e preparação das minhas viagens. Ao utilizar os links abaixo, poderá ter alguns benefícios e, ao mesmo tempo, ajuda-me a manter o blog sem pagar nada mais por isso.
Pesquisar voos
Pesquise os seus voos num agregador como o Skyscanner ou Momondo.
Alojamento
Reserve o seu hotel, hostel ou guesthouse no Booking ou Airbnb.
Seguro de viagem
Faça sempre um bom seguro de viagem com a World Nomads ou Globelink.
Tours e bilhetes
Encontre tours à medida e compre bilhetes para atracções no GetYourGuide ou Viator.
Rent-a-car
Consiga os melhores preços de aluguer de carros na Rentalcars ou Economy Car Rentals.
Cartões Bancários
Poupe nas taxas de levantamentos em viagem com os cartões Revolut ou N26.
WiFi e Internet Móvel
Tenha internet ilimitada em qualquer país do mundo com o Skyroam.

Deixe um comentário