Kit de Viagem

myanmar templos

Informação essencial para viajar em Myanmar

Nome oficial, localização e fuso horário

Nome oficial do país: República da União de Myanmar
Capital: Naypyidaw
Região: Indochina, Ásia
Fronteiras: China, Laos, Tailândia, Bangladesh e Índia
Fuso horário: GMT+7

Vistos para Myanmar

O visto deve ser obtido online em e-Visa Myanmar ou presencialmente junto das Embaixadas e Consulados de Myanmar nos países vizinhos (por exemplo, na Tailândia). Têm uma duração máxima de 28 dias, não sendo possível pedir extensões. Até 2016, os e-Visas eram apenas válidos para entrada por um dos três aeroportos principais (Yangon, Mandalay e Nay Pyi Taw) mas, actualmente, o sistema já foi alargado a algumas fronteiras terrestres. Verifique no site próprio site a quais.  À entrada do país deverá ser apresentado um passaporte com um prazo de validade mínimo de 6 meses assim como a carta de aprovação ou visto obtidos previamente. Não é possível obter visto de turismo à chegada do país (Visa On Arrival).
e-Visa Myanmar
Turismo de Myanmar
Embaixada de Myanmar em Bangkok
Embaixada de Portugal na Tailândia
Embaixada de Myanmar no Brasil

Idiomas falados em Myanmar

A língua oficial de Myanmar é o Birmanês e é falada por dois terços da população. O inglês continua a ser ensinado nas escolas como segunda língua, sendo amplamente falado em todo o país e com os turistas e viajantes.

Cuidados de saúde em Myanmar

mapa de myanmar birmania

Todas as informações abaixo não dispensam uma visita à Consulta do Viajante com uma antecedência de aproximadamente 4 a 6 semanas. O seu médico será, em conjunto consigo, a melhor pessoa para o aconselhar.

Para além das vacinas de rotina, que deverão estar sempre em dia, poderão ser aconselhadas as seguintes vacinas para quem vai viajar em Myanmar:

  • Hepatite A uma doença transmissível através de água e comida contaminada.
  • Febre Tifóide também transmissível através de água e comida contaminada.
  • Encefalite Japonesa: recomendada a quem planeia viajar por mais de um mês por zonas rurais de Myanmar e a quem planeia viajar por menos tempo por essas mesmas zonas mas que venha a passar muito tempo no exterior, especialmente depois do anoitecer.
  • Raiva principalmente recomendada a quem planeia passar muito tempo em actividades exteriores como acampar, trekking, escalada, etc, a quem possa vir a passar muito tempo com animais ou a quem possa estar envolvido em actividades que os possam vir a expôr a mordeduras de morcegos.
  • Febre Amarela uma vacina não obrigatória para cidadãos portugueses, mas obrigatória para cidadãos brasileiros oriundos de determinadas áreas do Brasil.

A profilaxia da Malária é recomendada para todas as áreas abaixo dos 1000m de altura, recomendando-se o uso de Mefloquina, Malarone ou Doxycyclina. Não existe risco de malária nas cidades de Mandalay e Yangon. Atenção: a Mefloquina não é eficaz nas províncias de Bago, Kayah, Kachin, Kayin, Shan, e Tanintharyi

Para informações mais detalhadas consulte o Yellow Book de Myanmar, do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças do Governo Americano, que é a enciclopédia que todos os médicos usam nas Consultas do Viajante.

É importante ter alguns outros cuidados especiais durante a viagem por Myanmar, de forma a evitar eventuais complicações de saúde, como por exemplo: beber sempre água engarrafada, evitar gelo nas bebidas, comer fruta que tenha sido previamente descascada ou cozida, evitar carne e peixe crus ou mal cozinhados, etc.

Segurança em Myanmar

Myanamar é um país bastante seguro para viajantes independentes, particularmente para mulheres que viajam sozinhas. Tem um índice de criminalidade extremamente baixo, sendo sempre necessário tomar as habituais precauções em viagem para evitar situações menos desejáveis. Yangon é considerada uma das mais seguras grandes cidades da Ásia, sem nenhuma área menos aconselhável. Apesar de ser um país extremamente seguro nas áreas abertas a turistas, as áreas junto às fronteiras são de acesso altamente restrito, tendo sido ocupadas por grupos que em tempos se encontravam em guerra com o governo.

Dinheiro, cartões de crédito e custos

note de myanmar

A moeda oficial de Myanmar é o Kyat (MMK). 1 Euro equivale a 1.388 MMK e 1 Real equivale a 323 MMK. Ver câmbio actual
Código internacional: MMK
Símbolo: K

Os Dólares americanos são largamente usados no país, especialmente para compras de valor elevado, sendo até esperado que os turistas paguem em Dólares em hotéis, em restaurantes mais caros, na compra de voos ou no acesso a monumentos históricos. O pagamento em Kyat nestes casos poderá até implicar uma taxa menos favorável. As transacções do dia a dia como o transporte de táxi, autocarro ou refeições em restaurantes mais baratos são feitas através de Kyat. Atenção: as notas de Dólar levadas para Myanmar deverão estar em perfeitas condições, caso contrário poderão ser recusadas.

É possível trocar dinheiro nos bancos e casas de câmbio que se encontram em todas as grandes cidades do país e nos principais aeroportos, incluindo Yangon, Mandalay, Bagan, Naypyidaw e Thandwe. Em Yangon também é possível trocar dinheiro no Mercado Bogyoke Aung San (Scott Market) ao fim-de-semana.

Existem ATMs por todo o país mas com uma maior concentração em Yangon, Mandalay, Naypyidaw, Bagan e Inle Lake, que aceitam cartões de débito e crédito internacionais. É necessário ter em atenção que é aplicada uma taxa no valor de K5000 a cada transacção e que existe um limite de K300,000 por levantamento. O uso de cartões de crédito para pagamentos é, actualmente, bastante limitado. É possivel usar esta forma de pagamento apenas em alguns hotéis, podendo ser aplicada uma taxa sobre o valor de compra.

As gorjetas não são esperadas, mas são particularmente apreciadas, sendo preferível que sejam dadas em kyat. Em alguns hotéis e restaurantes mais caros poderá ser cobrada uma taxa adicional sobre o valor final.

Alguns custos de referência:
* Garrafa de água pequena: 300 K
* Coca-cola pequena: 890 K
* Cerveja meio litro: 1.250 K
* Refeição barata: 4.100 K
* Táxi (tarifa inicial): 1.600 K

Tomadas e corrente eléctrica em Myanmar

A corrente eléctrica em Myanmar é de 230V 50Hz.
As tomadas eléctricas mais usadas são as de 2 pinos redondos, de 3 pinos redondos e de 3 pinos grossos achatados, pelo que se recomenda levar um adaptador universal.

tomadas myanmar tomadas myanmar tomadas myanmar

Telecomunicações e Internet em Myanmar

O indicativo internacional de Myanmar é o +95. A rede telefónica é ainda limitada mas existem vários telefones públicos nas ruas e lojas por todo o país. As chamadas locais têm um valor de K100 por minuto enquanto que as chamadas internacionais poderão ir até aos $5 por minuto.

Existem 3 operadoras de telemóveis em Myanmar: a Telenor, Ooredoo e a MPT, sendo que a ainda mais fiável é a MPT tendo em conta que as 2 primeiras apenas ficaram operacionais em 2014 existindo ainda algumas limitações a nível de cobertura de rede. É possível adquirir um cartão SIM nas várias bancas de rua no centro de Yangon e Mandalay assim como no aeroporto internacional de Yangon e na maior parte das grandes cidades e locais mais turísticos de Myanmar. Para comprar um cartão SIM é necessária a apresentação de uma fotocópia do passaporte e do visto assim como uma fotografia tipo passe.

É bastante fácil encontrar um cybercafé ou um hotel com Wi-Fi por todo o país, incluindo nas zonas mais remotas, no entanto a ligação à Internet poderá ser lenta especialmente nas zonas rurais. O preço por hora num cybercafé ronda os K500 podendo no entanto ser mais elevado fora das cidades.

No comments yet.

Deixe o seu comentário