Kit de Viagem

senegal destinos roteiros itinerarios

Destinos, roteiros e onde ir no Senegal

O Senegal pode ser um destino de excelência para portugueses e brasileiros. A TAP tem um voo diário directo Lisboa-Dakar, que demora 3,5 horas e tem num horário que não implica perder um dia de viagem. Do Brasil, a Turkish Airlines tem um voo nocturno directo desde São Paulo que demora 6,5 horas mas, se houvesse desde o Nordeste, seriam apenas 4 horas. É África e é um país muçulmano mas tem uma democracia estável e, em termos de segurança, é bom. Tem praias, tem savana e animais, tem rios, tem o rally Dakar (que há-de voltar para lá), tem uma capital cosmopolita.

Senegal, a porta de entrada para a África sub-sahariana

Os senegaleses são, na generalidade, divertidos e simpáticos mas com hábitos muito diferentes dos nossos, o que torna a coisa muito mais interessante do ponto de vista social. O contraste branco/negro existe, tal como noutros países africanos, mesmo quando não há uma intenção negativa. É assim e pronto, o que pode chocar um pouco ao início e levar-nos a reflectir sobre o passado e sobre a história da humanidade, coisa que não nos faz mal nenhum!

Do ponto de vista do viajante independente, África é o continente mais “difícil” para viajar mas o Senegal tem muitas coisas a favor para ser uma primeira boa experiência.

Dakar

Dakar, Senegal

Dakar é uma cidade inevitável no Senegal. Além de ser a capital e onde aterram os voos internacionais, tem, em si só e nas suas redondezas próximas, uma série de atractivos suficientes para justificar alguns dias de estadia. É uma cidade cosmopolita, do mais que existe por aquelas bandas de África, com imenso movimento nas ruas e mercados durante o dia, quando se quer “sentir o pulso” à coisa, e alguns bons restaurantes, bares e casinos para programas nocturnos. Vale a pena!

Alojamento em Dakar

 

Ilha de Gorée

Ilha de Gorée, Senegal

Património mundial da Unesco e também conhecida vulgarmente como a “ilha dos escravos”, Gorée é uma atracção obrigatória para todos os portugueses. De facto, esta ilha era um dos principais “depósitos” de escravos que seriam depois enviados para servir no novo mundo. O acesso à ilha faz-se a partir do porto de Dakar, em barcos regulares que correm durante todo o dia, com intervalos de 30 minutos ou 1 hora. É um programa para uma manhã ou tarde, pois cerca de 2 ou 3 horas na ilha é o suficiente. Há poucos restaurantes e alojamentos na ilha. Imperdível!

Alojamento em Gorée

 

Ngor

Ngor, Senegal

Ngor é uma vila localizada na zona das Almadies, a cerca de 20 minutos do centro de Dakar. O centro e a praia são locais interessantes para passear e observar um pouco da vida local mas a principal atracção é a ilha, que fica separada do continente por 400 metros e é acessível por piroga pública que se apanha na praia principal. É um excelente passeio para uma manhã ou tarde ou, para quem quiser ficar lá a fazer praia, para o dia todo. Na ilha há restaurantes e também sítios de hospedagem, pelo que se pode perfeitamente aterrar por lá uns dias.

Alojamento em Ngor

 

Lac Rose

Lac Rose, Senegal

O Lago Retba, mais conhecido como o Lago Rosa, deve a sua fama à sua cor, que vai do cor-de-rosa ao roxo, dependendo da intensidade da luz, e também por ser historicamente a etapa final do rally Dakar. É uma lagoa rasa situada a algumas centenas de metros do mar e cercada por dunas. A sua cor deve-se à presença de microrganismos e à elevada concentração de minerais. Dia e noite, há uma intensa actividade de pessoas que trabalham na extracção do sal. O contraste do branco do sal com o rosa da água dá fotos lindíssimas! Fica a cerca de 30 km de Dakar e é acessível por estrada, de carro, táxi ou autocarro de turismo. Ou, para os mais corajosos e malucos, como eu que nunca tinha andado de mota em areia e dunas, pela praia desde Yoff (Atenção: só para quem sabe e, de preferência, acompanhado de locais).

Alojamento no Lac Rose

 

Saly Portudal

Saly Portudal, Senegal

Saly é o destino da maioria dos turistas que visitam o Senegal. É, digamos assim, a Vilamoura lá do sítio, à respectiva escala física e cultural. É uma linha de praias agradável e, reconheço, boa para quem gosta de férias de “fazer praia”. Tem bons e caros hotéis, mas também descobri lá um baratinho em cima da areia. A 15 km de Saly fica a Reserva de Bandia, uma reserva onde é possível ver muitas girafas, búfalos, rinocerontes e outros animais. Vale bem a pena, principalmente para quem nunca visitou uma reserva do género.

Alojamento em Saly

 

Reserva de Bandia

Reserva de Bandia, Senegal

A Reserva de Bandia fica de 15km de Saly Portugal e lá é possível fazer um safari, de forma independente e em carro próprio ou acompanhado de guias. Consegue-se ver muitos animais como girafas, búfalos, rinocerontes, etc. Excelente programa, seja sozinho, num pequeno grupo ou em família.

Mbour

Mbour, Senegal

Mbour é uma vila piscatória localizada na Petite Côte, a cerca de 80km a sul de Dakar e depois de Saly. Tem um frenético mercado de peixe mesmo na praia, que vale a pena visitar e ficar a assistir loucas às negociações, e bons areais para apanhar uns banhos de sol e dar uns mergulhos.

Alojamento em Mbour

 

Saint Louis

Saint Louis, Senegal

Antiga capital do Senegal e com a aparência de uma antiga cidade provincial, Saint-Louis parece ter parado no tempo com a expansão e ascensão de Dakar. Os Senegaleses referem-se sempre a ela com alguma nostalgia, que é melhor compreendida quando se caminha pelas suas ruas estreitas ladeadas de casas de madeira. A cidade abrange uma porção da Língua de Barbárie e o continente, ligadas pela ponte Faidherbe, uma obra de arte classificada como Património Mundial pela Unesco.

Alojamento em Saint Louis

 

Casamance

Casamance, Senegal

Em contraste com o resto do país, a zona Casamance oferece um mosaico de paisagens em perpetua renovação. Savana, mato, floresta, coqueiros, rios e mangues, palmeiras, praias excepcionais… parece que aqui todas as essências tropicais estão presentes. Na costa, as praias de areia fina esticam-se desde a Gâmbia até ao Cabo Skirring, um lugar considerado como detentor das praias mais bonitas da África Ocidental. Há vários hotéis espalhados pelas praias, onde o sol é mais intenso e a água mais quente que no norte do país, e escondidos pelo interior dos mangues de coqueiros. A “capital” desta região é Ziguinchor.

Alojamento em Casamance

 

Mapa do Senegal

, ,

8 Responses to Destinos, roteiros e onde ir no Senegal

  1. Luisa 06/06/2017 at 13:50 #

    Olá André!
    Desde já os nossos parabéns!
    Somos duas amigas e gostávamos de fazer mais uma viagem juntas. Pensámos na Índia mas a hipótese do Senegal também nos pareceu muito bem!
    Não queremos ir por agências, gostávamos de uma viagem menos turística ?
    Gostamos de praia mas também não é esse o nosso propósito… O contacto com a natureza e o humano são sem dúvida a nossa maior motivação. Sabe de algum destino que nos possa recomendar? Tem algum programa que nos possa sugerir? Nada de resortes? e piscina de hotel ?, o André sabe…
    Muito obrigada
    Luísa

    • André Parente 13/06/2017 at 15:23 #

      Olá Luisa! Os destinos que conheço no Senegal são os que constam neste próprio artigo :) Mmmm muito mais não sei dizer :) mas nada como irem explorar! Boa viagem!

  2. Flavia Antonina de Almeida 15/05/2016 at 23:49 #

    Adorei o site …abri sem querer.
    Ótimas informações. .enfim , tem tudo.
    Parabéns. !

  3. carlos braz 01/05/2016 at 16:45 #

    gostaria de saber qual o melhor lugar para se hospedar no senegal proximo de onde tem muitos tecidos bonitos e se sabes se e muito caro?

  4. Elsa 11/02/2015 at 17:55 #

    Gostaria de saber para passar uns dias na praia em Senegal será melhor ficar em Saly ou Samone?
    Estou em dúvida se marcar hotel numa ou outra zona, nomeadamente Hotel Royam ou Hotel Royal Decâmeron.
    Grata pela atenção.
    Elsa

    • André Parente 19/02/2015 at 00:51 #

      Elsa, eu não conheço Somone… por isso não posso fazer nenhuma comparação. Mas Saly achei simpático :)

Your text Luisa Click here to cancel reply.