Kit de Viagem

marrocos como chegar

Como chegar a Marrocos

Voos para Marrocos

Desde Portugal, as opções de voo directo são com a TAP ou Royal Air Maroc, que voam para Casablanca e Marrakech. A Iberia, via Madrid, também pode ser uma solução. Outras alternativas lowcost podem passar por fazer a viagem em duas pernas, utilizando uma das várias companhias que voam para Marrocos.

Deixo algumas sugestões, mas há outras:

> Lisboa-Madrid-Marrakech/Casablanca/Tanger com a easyJet
> Lisboa-Barcelona-Marrakech/Casablanca com a Vueling
> Lisboa-Madrid com a Vueling + Madrid-Marrakech/Tanger/Fés com a Ryanair

Desde o Brasil, não há voos directos para Marrocos, pelo que as melhores soluções deverão passar por voar via Lisboa ou Madrid, com a TAP ou Iberia, e/ou depois seguir um dos itinerários das lowcost sugeridos em cima.

Pesquisar voos para Marrocos

 

Ir de carro para Marrocos

Levar carro próprio desde Portugal e Espanha é outra forma comum de chegar ao Norte de África e, pessoalmente, a minha favorita. As travessias mais comuns são Algeciras-Ceuta (Ceuta ainda é Espanha) e Tarifa-Tanger. Há várias companhias de ferrys rápidos, com imensos horários por dia, a operar estes trajectos que demoram entre 35 minutos a 1 hora. Os horários e reserva de bilhetes estão disponíveis através dos seus websites: FRS, Acciona Transmeditarranea e Balearia. Também há umas companhias marroquinas, a Comanav e a Comarit, mas são navios maiores e mais lentos e, se o azar bater à porta, cheira-me que são os primeiros a afundar :)

A carta de condução portuguesa é suficiente para guiar em Marrocos, mas há 3 pontos importantes que devem ser verificados e tratados antes da partida, sob pena da passagem do carro não ser autorizada:
1. Se o carro não estiver em nome de um dos passageiros, é preciso uma declaração de autorização reconhecida por um notário. Atenção, portanto, aos carros da empresa, de amigos e familiares e rent-a-car. Aliás, a maioria das empresas de rent-a-car em Portugal não deixa levar os carros para Marrocos.
2. O seguro do carro deve incluir Marrocos como país de cobertura. Caso não inclua, é necessário fazer uma extensão temporária. Essa indicação vem na carta verde mas, na dúvida, ligue para a sua companhia para confirmar.
3. As autoridades Marroquinas obrigam a uma autorização temporária de circulação para veículos estrangeiros, que pode ser obtida na fronteira através do preenchimento do “papel amarelo” que os chatos vão estar a impingir nas imediações (apenas para depois pedirem um propina). Mas a forma mais prática é fazer o pré-preenchimento online no site da Douanes Marocaines, imprimir e entregar à chegada para porem os carimbos!

À chegada à fronteira, evitar chatos, guias, pseudo-guias, oportunistas, habilidosos e simpáticos. Ninguém terá alguma coisa de útil para oferecer. É ir directo às cabines das autoridades oficiais.

Uma boa alternativa lowcost e independente para chegar a Marrocos, para quem tem mais tempo e/ou quer evitar levar carro e andar de avião, é viajar de autocarro ou comboio até Tarifa ou Algeciras, passar de ferry para o outro lado e, desde a fronteira de Ceuta ou Tanger, apanhar um transporte local para onde se quiser. Pode moer um bocadinho mais, mas não mata! :)

,

No comments yet.

Deixe o seu comentário